Medo de querer


Outro dia eu resolvi lembrar que existiu um alguém no passado que eu amei demais, um alguém que morreu no tempo, nas palavras e nas atitudes que não existiram. Não que isso me faça mal: não faz. Pelo menos não mais. Mas parece que depois de tanto tempo, eu criei uma bolha que me faz ter medo de que qualquer outro cara vá me machucar desse mesmo jeito. Acho que depois de tanto tempo eu criei medo de amar.

Mas é tanto medo, que eu não sei nem por onde começar. Todo cuidado é fundamental. Me sinto quase um papel molhado em dia de chuva, que destroça com qualquer movimento a mais. Eu tenho medo de me entregar, e de amanhã nada disso existir. Tenho medo de dizer por aí as coisas que eu sinto, e exatamente por isso o mundo brincar comigo e me ensinar que sentimento não se saí por aí mostrando pro mundo.

E então? Eu resolvo não sentir. Ou se sentir, ninguém precisa saber. 

Já me arrependi de palavras que nunca disse, ou daquelas que tentaram sair da minha boca, mas morreram na minha rouquidão. Aquelas que você diz pra si mesma sussurrando. Mas sabe o que mais me irrita? Esse mesmo medo que me protege de me machucar, é o mesmo medo que me priva de tentar. 

Todos os dias, eu tento não me lembrar das coisas que não fiz. Existe uma grande diferença entre se culpar por algo que não aconteceu, e de lutar por algo que pode acontecer. E sempre que acontece algo que me deixa realmente mal, eu foco nas coisas que eu posso fazer pra sair dessa situação. E assim me tornei especialista em recomeços.

Sou um ser inconstante. Quando algo me machuca, eu desapareço por um tempo, e só volto quando tenho certeza de que já estou melhor, ou de que eu consiga disfarçar isso muito bem. Ninguém precisa saber que eu tenho medo de me machucar de novo. Mas na verdade, mais medo ainda eu tenho de um dia não ter mais por onde recomeçar, depois de tantos recomeços.

Sei que não é hoje, e nem amanhã que esse medo vá passar. Sei que não é culpa de ninguém que passou pela minha vida, e que ninguém vai tirar esse medo de mim. Assim como a maioria das coisas que nos leva pra frente, só nós mesmos conseguimos procurar uma solução para os nossos medos. Mas com certeza, o primeiro passo é saber reconhecer nossas dificuldades e fraquezas, e criar forças pra lutar com elas. E cá entre nós, depois de tantos recomeços, eu já aprendi a lutar.

Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, tudo bem? Espero que você tenha gostado da postagem. Poxa, você chegou até aqui, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Mas seja sempre positivo, comentários ofensivos serão apagados ok?
Se tiver um blog, deixa o link que eu visito de volta :)

Ah, e volte sempre hein?

Ps: se possível deixe seu link assim: Ka com K =)