O desabafo do cropped

Fonte: We Heart It

Final do ano chegou, e com ele, eu, como muitas meninas vamos atrás das roupinhas para o tão esperado Natal e Ano novo. Depois de alguns tours pelo shopping, a maioria deles decepcionante, resolvi escrever o "O desabafo do cropped".

Eu sou aquela menina que é considerada "fofinha". Aquela que não é gordinha pra ser magra, e magrinha pra ser gorda. Uso tamanho 40/42 de calça, mas meu drama é comprar blusa. E vou explicar pra vocês porque. Depois que eu comecei a tomar anticoncepcional, meu seio cresceu muito. Tanto a ponto de eu usar sutiã de tira larga, pois a fininha doía muito a coluna. Demorei muito até finalmente encontrar um modelo que encaixasse em mim e sustentasse de forma boa. Uso tamanho 46/48 de sutiã, e agora começa o meu dilema.

Nos últimos dias, fui em todas as lojas de rede que você pode imaginar - C&A, Renner, Riachuelo e Forever 21 - em shoppings diferentes de São Paulo. Essas lojas grandes de rede, são as únicas chances que eu tenho, além da internet, de achar roupas que tenham um caimento legal em mim por um preço ok, já que onde eu estudo, em Ouro Preto, as lojas têm a péssima ideia de só trazer numeração pequena e tentar te vender o que ficou apertado.

Eu sempre deixo pra comprar roupas aqui em São Paulo. Uso baby look para ficar em casa ou ir para a universidade e gosto de blusinhas mais diferentes pra sair. Como vocês podem ver, sou uma menina normal para comprar roupa.

Em todas as lojas que eu fui, todas as peças que eu achava legal ou eram cropped ou ficavam apertadas no seio. As únicas blusas que couberam de fato em mim, foram aquelas mais casuais, estilo mulherão de 30 anos. Entendo perfeitamente que a moda agora é essa, e que tem meninas com as mesmas medidas que eu que gostam de usar cropped. Mas me irritou todas as blusinhas serem mini. Essas lojas tem clientes novas e que querem outras opções. Acho que a moda vai além de 36 e 38.

Esse foi mais um ano das calças. Chego até a pensar que eu tenho uma de cada cor, e umas três blusinhas para alternar entre elas. Só queria que vocês pensassem que quem está acima do peso quer ter a chance de se vestir como quiser e se sentir bem. Mas pra que isso aconteça, as grandes indústrias precisam abrir o leque de opções, e sair do a "moda é essa". 

Foi mesmo só um desabafo. E pra quem quer saber, no final, acabei compranho uma blusa estilo baby look, mas pra usar no dia a dia. O meu Natal e o Ano Novo vão ser com vestidos, nada muito diferente, já que eu queria uma blusa, vou usar alguns vestidos mais antigos, mas que não deixam de ser lindos. 

Desculpe o desabafo, mas eu realmente não consegui entender ir em tantas lojas e só ver roupinhas curtas. Amanhã os posts voltam ao normal! 

Um beijo e até a próxima! 

Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi, tudo bem? Espero que você tenha gostado da postagem. Poxa, você chegou até aqui, que tal deixar um comentário com a sua opinião? Mas seja sempre positivo, comentários ofensivos serão apagados ok?
Se tiver um blog, deixa o link que eu visito de volta :)

Ah, e volte sempre hein?

Ps: se possível deixe seu link assim: Ka com K =)