Livro: Fazendo meu Filme 1: A estréia de Fani


Olá pessoal! Mais um post, dessa vez sobre um livro que terminei de ler há alguns dias, mas como gostei bastante dele, achei que merecia estar aqui no blog. A série "Fazendo meu filme" da Paula Pimenta é dos meus tempos de adolescente, mas só agora tive a oportunidade de ler. Muitas pessoas já tinham me recomendado os livros, e eu tenho o primeiro volume já há algum tempo, mas eu tinha medo de que fosse abandonar a leitura, mas confesso que me surpreendi.


O livro é narrado pela Fani, que também é a protagonista: uma menina do 2º ano do Ensino Médio de uma escola de Belo Horizonte e que surge a ela a oportunidade de tentar fazer um intercâmbio no ano seguinte. Fani adora a ideia mas se sente dividida, ao pensar em deixar sua família, escola, seus melhores amigos, o Léo, a Gabi e a Nathália e até mesmo sua paixão: o professor de Biologia, Marquinhos.

(SPOILER) O livro mostra a jornada da Fani desde a ideia de fazer um intercâmbio, as provas, entrevistas e resultados até o dia de seu embarque. E nesse meio todo, ela descobre também que seu amigo Léo não está nada contente com a viagem dela, e a Gabi insiste em dizer que o Léo gosta da Fani, apesar dele estar namorando a Vanessa, que além de não ser muito amiga do pessoal da Fani, ainda é bem chata. E no decorrer da história, Fani também percebe que também pode ter um sentimento diferente pelo Léo, mas ele se mostra tão distante, que ela se pergunta se ele ainda tem aquele sentimento por ela. 


Preciso confessar que uma das coisas que mais me encantou no livro, foi o fato de que Fani é apaixonada por filmes, e os que ela considera 5 estrelas são os favoritos dela e que ela não empresta pra ninguém. Cada capítulo do livro contém um trecho de algum desses filmes e eles se encaixam na história da Fani, e eu simplesmente AMEI isso. Outra coisa que eu gostei bastante foi de em alguns trechos ter também alguns CDs com músicas, que também são ótimas sugestões pra sua playlist, além de te deixar mais por dentro ainda da história!


Eu só me arrependo de não ter lido esse livro antes, quando eu era mais nova. Gostei e mal vejo a hora de ler as continuações. Paula Pimenta ganhou uma leitora fiel! rs

Se você também se interessou pelo Fazendo meu Filme: a estréia de Fani, pode comprar o livro pela Saraiva, por R$ 20,80 ou pela Estante Virtual, de segunda mão, por R$13,90. Lembrando que são apenas lugares sugeridos em que achei o livro pelo menor preço na data do post. Não achei a versão em PDF, mas caso alguém tenha, deixa aqui nos comentários!

E por hoje é só, um beijo e até a próxima! :)

Pin It

Salve a Serra da Capivara

Olá pessoal! Hoje o post vai ser um pouco diferente de qualquer outro aqui do blog. Quem me conhece sabe que sempre fui muito ligada a minha família desde nova, e dessa forma sempre fui muito ligada às minhas origens, o que também me fez despertar uma paixão por história desde sempre. Meu pai nasceu no interior do Piauí, e morou durante um tempo em São Raimundo Nonato, a cidade da Serra da Capivara. Em 2010, tive a oportunidade de conhecer o lugar onde meu pai nasceu e cresceu, e fiz questão de conhecer a Serra da Capivara, que eu sempre considerei um patrimônio muito importante pro Brasil e que agora está fechando as portas por falta de recursos. Em 2010 quando estive lá, pude notar que a região é bem humilde, e posso imaginar como seria se o parque possuísse incentivo e o quanto isso seria positivo para o desenvolvimento de toda a região. Há o projeto de um aeroporto internacional, que no final das contas não ficou pronto nem pros voos nacionais. A cidade de São Raimundo fica há mais de 500km de Teresina, e o aeroporto mais perto, de Petrolina, fica a 300km. Quando fui, saí de Fortaleza, e passei por algumas estradas em situação deplorável, e coincidentemente a situação da estrada piorava em cidades mais humildes. Ouso dizer que o parque é um dos lugares mais bem estruturados da região, ou pelo menos era, em 2010. Preparados realmente para receber turistas internacionais, a Serra da Capivara possui tudo o que um turista precisa, além de ser linda e recheada de história. Para ter acesso ao parque, é necessário um Guia, e no dia que fomos, ao perguntar na estrada como chegar a Serra conseguimos encontrar um Guia, que nos acompanhou durante a visita. Eramos um pequeno grupo, naquela imensidão de verde no Sertão. Um lugar maravilhoso, e quase esquecido pelo Brasil. Naquela época, a arqueóloga responsável pelo parque, Niede Guidon, que dedicou a vida ao parque, já vinha alertando sobre o orçamento do parque e a falta de investimento. Essa semana, Niede Guidon afirmou que não há recursos para a manutenção do parque e pagamentos dos funcionários que restaram, e que o parque pode fechar caso não chegue recursos.O parque é considerado Patrimônio Cultural da Humanidade reconhecido pela UNESCO, possui a maior quantidade de sítios arqueológicos pré-histórico das Américas e nele contém vestígios de mais de 50.000 anos. É um local que precisa ser reaberto, preservado, valorizado e visitado. E é com esse pesar que eu peço para que compartilhem a hastag #SalveaSerraDaCapivara. Para quem quiser saber mais sobre a situação do parque, aconselho acessar esse link. E fico no aguardo de que a situação se resolva logo, o parque abra novamente e que eu possa voltar lá e trazer ele aqui como sugestão pra vocês visitarem.

Pin It

Livro: A sereia - Kiera Cass


Olá pessoal, hoje eu venho aqui com mais um livro pra vocês, dessa vez "A Sereia" da Kiera Cass, mesma autora da série a Seleção, que ainda não tive oportunidade de ler, mas está na minha lista de leitura. 


O livro conta a história da Kahlen, como sereia. A Água precisa de tempos em tempos ser alimentada para que todos possam viver, e por conta disso, ela conta com a ajuda das sereias para cantarem e colaborarem nos naufrágios, já que a voz delas é mortal. A Água seleciona algumas meninas para serem as sereias. São algumas meninas novas, sem marido e que imploram para não morrer nos naufrágios e aceitam o combinado da Água: 100 anos servindo a Ela, sem envelhecer e lembrando pouco ou quase nada da vida anterior, em troca de cantar nos naufrágios. 


Kahlen, diferente das outras sereias, carrega um fardo por todos esses anos de afogamentos. Ela tem registro das pessoas que ajudou a afogar e busca informações sobre elas como uma homenagem. E esse sentimento fica cada vez maior quando ela conhece Akinli, um rapaz que busca conhece-la mesmo sem ela dizer uma palavra. 


Ao perceber que está se apaixonando por ele, Kahlen se muda com suas irmãs sereias, mas o sentimento por Akinli continua, até que por ironia do destino, eles se cruzam de novo. Mas é contra as regras da Água se apaixonar. E quando ela descobre, algo de muito grave pode estar prestes a acontecer (Sem spoilers!).


Gostei de ler A Sereia. O livro tem leitura leve, a história é interessante e te prende até o final. Várias vezes fiquei pensando: "como ela vai achar Akinli de novo?" e ela conseguiu encontrá-lo. Minha única crítica é: como nenhuma sereia havia se apaixonado antes?; De resto, vale sim a leitura do livro. 

Pra quem quiser ler a Sereia, eu adquiri meu livro na loja física da Saraiva, e lá estava na promoção por R$20. Na loja virtual, você pode comprar por R$ 21,90 aqui, e a versão em PDF você encontra no Lelivros, aqui. No final do livro da versão física vem com um marcador do livro pra você recortar e usar, achei bem legal!

Espero que tenham gostado, e próximo post virei com um assunto diferente de livros pra vocês, mas bem interessante também! Fiquem de olho! E por hoje é só, um beijo e até a próxima! :)

Pin It

Livro: Anna e o Beijo Francês



Hoje vamos ter mais uma resenha por aqui, dessa vez de um livro que eu queria ler bastante: Anna e o Beijo Francês. O livro conta a história da Anna, uma menina americana de Atlanta, em que o pai a enviou para passar o último ano do ensino médio em Paris, sem pedir a opinião dela. 

Ao chegar no SOAP, o colégio em que ela mora e estuda, conhece algumas pessoas, como a Meredith, Rashimi, Josh e claro, St. Clair, que além de simpático é lindo. Mas ele namora Elle, uma garota bem diferente do ciclo de amigos deles. 


No início, Anna se mostra insegura. Não sentia vontade de andar em Paris, e sentia muita falta da sua casa, seu irmão, sua melhor amiga Bridget, e seu possível futuro namorado Toph. Mas seus novos amigos, em especial St. Clair se tornam companheiros de cinema, que a Anna ama e a história se desembola com a amizade semi-colorida de St. Clair e ela. 

Anna e o Beijo Francês é um livro de leitura muito gostosa e leve. Estilo aqueles livros que se lê num domingo a tarde numa rede. Ele é doce e envolvente. Gostei bastante. Claro que também teve partes que eu não gostei, que não achei certo, mas isso só mostra o quanto consegui me envolver com a história. Mas no geral recomendo a leitura. 


Eu peguei o livro emprestado com uma amiga (Obrigada Paula!). Mas quem quiser comprar, encontrei ele por R$34,90 na Saraiva, de segunda mão por  R$ 10,00 na Estante Virtual e a versão PDF para download no Lelivros.

E por hoje é só! Um beijo e até a próxima! :)

Pin It